Seguidores

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Wittgenstein e chaves

1 murio
2 pase
3 pastel
(se dona Florinda chegar vocês dizem que eu morri, se quem chegar for a nova vizinha diga que entre que estou esperando, agora se quem vier for a brux...digo a senhorita Clotilde vocês...tacam o bolo nela)


f → m
v → e
c → b



f ↔ m
v ↔ e
c ↔ b




Wittgenstein deu novo fôlego a filosofia através de sua contribuição para a lógica e linguagem. O exercício chavístico descrito acima (de numerar situações para cada possibilidade de ação diante dela), por mais atrapalhado que se tenha mostrado é um exemplo possível para talvez ilustrarmos. Existe por parte da lógica de Wittgeinstein a tentativa de representar a realidade de maneira a usar-se de uma notação possível se referindo a eventos que ocorrem e se verificam no real expressando um estado de coisas.
O problema no seriado foram os números representando relações que eram entre pessoas e ações, aí a relação foi feita por ordem de chegada.  A segunda notação (se e somente se) poderia dar um desfecho menos problemático ao pobre sr. Madruga ou mesmo a primeira (se , então) mas não haveriam surpresas. Na lógica não existem surpresas.